GracieMag News

Jiu-Jitsu: Raspe da omoplata e finalize no triângulo com Gutemberg Pereira

Gutember no alto do pódio no Chicago Open. Foto: IBJJF

Rolou no último final de semana o Chicago Open de Jiu-Jitsu, evento americano que reuniu fortes competidores na busca do ouro em suas respectivas categorias e de pontos importantes no ranking da IBJJF.

No pesadíssimo faixa-preta, por exemplo, tivemos um bom duelo entre Gutemberg Pereira (GFTeam) contra Josh Hinger (Atos) pelo topo do pódio.

Gutemberg, radicado nos EUA, começou o combate na intenção de trabalhar o seu jogo de guarda. Josh levou perigo ao tentar emborcar, mas acabou preso na chave omoplata de Gutemberg.

Para inverter, o brasuca escalou bem o adversário e acabou por cima, e de lá vislumbrou o triângulo que lhe daria a vitória com pouco mais de três minutos de luta.

Confira o lance, estude as transições e mantenha o seu Jiu-Jitsu em dia!

Saiba tudo que rolou na Conferência de Jiu-Jitsu da Gracie Barra no RJ

Mestre Carlos Gracie Jr. rodeado por alunos na Conferência da Gracie Barra. Foto: Reprodução

O hotel Windsor, na Barra da Tijuca, recebeu por volta de 500 pessoas, entre homens e mulheres, cada um com seu paletó para um encontro de três dias no qual o assunto principal seria a evolução e o crescimento de uma filosofia. Poderia caber facilmente em uma matéria sobre reunião de negócios ou de uma indústria qualquer, mas se trata de um encontro de Jiu-Jitsu.

Os paletós eram de algodão, o tema a arte suave, e ao invés de números e estratégias de venda, o assunto foi a filosofia do Jiu-Jitsu. Assim aconteceu a primeira Conferência Internacional da Gracie Barra, realizada na última semana, no Rio de Janeiro. Três dias dedicados a dividir experiências e acertar os rumos e planos de uma das maiores academias do Jiu-Jitsu mundial, com filiais em mais de 600 cidades do planeta.

Na abertura da conferência, os atletas e professores puderam ouvir o mestre Carlos Gracie Jr. líder e fundador do time, que falou sobre o futuro da GB, além de lembrar causos sobre a fundação da equipe e histórias curiosas sobre a família. Ao lado de Vinícius Draculino, Márcio Feitosa e outros nomes de peso da equipe, o primeiro dia tratou também de detalhar assuntos de gerência para aqueles que possuem filiais da academia no Brasil e no exterior, sempre com a missão de espalhar o nosso esporte aos quatro cantos do globo.

No segundo dia, todos de kimono e no tatame para uma série de dinâmicas de grupo e seminários. Carlinhos deu o seu aulão, assim como astros da equipe, como Felipe Preguiça, Flávio Almeida, Rodrigo Pimpolho, Bráulio e Victor Estima, Jefferson Moura, Draculino, Feitosa e outros professores renomados.

Já no último dia, para fechar com chave de ouro, os melhores competidores da equipe se jogaram no Campeonato Brasileiro da GB, em sua primeira edição. Na divisão Pro, nossa dupla de GMIs Cláudio Caloquinha e Sérgio Beninni mostraram sua força e faturaram o título no peso e no leve, respectivamente. No feminino, Vanessa Oliveira ficou com o título no peso leve e Glaucia Braga no pesado.

O próximo encontro da equipe será entre os dias 18 e 21 de outubro, em Las Vegas, no GB World Summit.

Xande Ribeiro é convidado de última hora do IBJJF Pro League de Jiu-Jitsu; Entenda

Campeão mundial na faixa-preta, Xande volta ao GP da IBJJF para representar a RIbeiro Jiu-Jitsu. Foto: Divulgação

Com dez dias para a realização do evento, no dia 26 de agosto, em Vegas, o IBJJF Pro League trouxe mais uma surpresa para os fãs que anseiam pelas disputas acirradas entre os melhores pesados do Jiu-Jitsu mundial.

Depois do anúncio de Márcio Pé de Pano como substituto de Roger Gracie na disputa, tivemos outra baixa no card. Mahamed Aly, semifinalista no GP de 2016, saiu da disputa após uma lesão.

Em seu lugar, entra no páreo o campeão mundial Xande Ribeiro, para esquentar ainda mais a disputa pelos 40 mil dólares designados ao campeão. Vale lembrar que, em 2016, Xande foi superado por Mahamed nas quartas de final da disputa.

Completam o GP, além de Xande e Pé, nomes de peso como Marcus Buchecha, André Galvão, Leandro Lo, João Gabriel Rocha, Ricardo Evangelista e Dimitrius Souza.

Poste nos comentário o seu palpite para o pódio do GP e debata conosco!

Vídeos: Os treinos e a mente de Conor McGregor e Floyd Mayweather

Campeões no MMA e no boxe, respectivamente, Conor McGregor e Floyd Mayweather estarão frente a frente no ringue, e no dia 26 de agosto vão resolver suas diferenças em uma das lutas de boxe mais aguardadas de todos os tempos.

Depois de provocações e meses de insultos e especulações, as feras foram de fato designadas a lutar. Conor, campeão do UFC em duas categorias, parte para solo hostil, contra o multicampeão da nobre arte e invicto no esporte Mayweather. As bolsas se apostas apontam Floyd como favorito, mas McGregor insiste que um de seus talentos é chocar o mundo, missão que busca cumprir no seu primeiro duelo profissional de boxe.

Para tal confronto, ambos os atletas seguem rotina forte de preparação. McGregor, acostumado com cinco assaltos, teve de mudar seu plano de jogo, agora que terá nos ringues a previsão de até 12 rounds. Mayweather, por sua vez, já está na casa dos 40 anos, e o jovem Conor ainda na casa dos 20 pode usar a jovialidade como trunfo no duelo.

Os treinos e a mente de ambos os atletas foram documentados pela imprensa ao longo das últimas semanas, e você pode conferir uma análise de cada um deles nos vídeos abaixo.

McGregor, azarão ao mergulhar nas profundas águas do boxe, diz ter como combustível para vencer as suas poderosas mãos, sua confiança sempre em dia, poder mental este que lhe fez vencer com propriedade grandes nomes do Ultimate, e a vantagem da certeza que venceria Mayweather fora das regras no boxe, sendo que no ringue as chances ainda são grandes.

Já para Floyd, McGregor, apesar de ser um guerreiro e ter suas conquistas no MMA, não terá chances na luta principal do evento de boxe. Mesmo com anos de experiência e considerado um dos mais eficientes no estilo defensivo, Mayweather prega que não irá menosprezar o adversário, com treinos fortes e a certeza de um grande espetáculo para os fãs.

E na sua opinião, quem se sairá melhor na aguardada luta entre Conor McGregor e Floyd Mayweather? Para conferir as emoções do card, ligue no canal Combate no dia 26 de agosto, a partir das 20h, e confira todos os lances do evento, ao vivo e com exclusividade!

Mayweather x Mcgregor
Las Vegas, Nevada, EUA
26 de agosto de 2017

Floyd Mayweather x Conor McGregor
Gervonta Davis x Francisco Fonseca
Nathan Cleverly x Badou Jack
Andrew Tabiti x Steve Cunningham

Card preliminar

Shawn Porter x Thomas Dulorme
Juan Heraldez x Jose Miguel Borrego
Kevin Newman x Antonio Hernandez
Savannah Marshall x Amy Coleman

“Os 13 porquês” de sua família buscar o Jiu-Jitsu como proteção

“13 reasons why”: série tratou corajosamente o tema do bullying e das dificuldades dos jovens em se comunicar. Foto: Divulgação

 

Pode ler sem medo que não há spoilers, amigo leitor, caso você esteja assistindo à série.

Ao voltar do colégio, o personagem Clay Jensen recebe um pacote com fitas cassetes narradas por uma colega, nas quais ela conta em 13 gravações por que optou por tirar sua própria vida. O rapaz de 17 anos passa a ouvir tudo para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento. Essa é a sinopse do best-seller “Os 13 porquês” (“13 reasons why”), livro de Jay Asher de 2009 (Editora Ática) e que ganhou repercussão após se tornar uma badalada série exibida pela Netflix.

Na série, o espectador vai tomando bordoada atrás de bordoada, ao acompanhar como a personagem Hannah Baker enfrenta problemas sérios como violência sexual, bullyings e preconceitos, sem conseguir sinalizar para os pais, diretoria e amigos que está deprimida, a ponto de fazer uma besteira. Quem viu a primeira temporada e treina Jiu-Jitsu notou como a prática da arte marcial poderia minimizar as situações vividas pela menina Baker. Listamos aqui 13 benefícios da arte suave para adolescentes:

1. Amizades sadias – A trama menciona as dificuldades das personagens em fazer novos amigos ao mudar de colégio. Na academia de Jiu-Jitsu, os companheiros de treino viram irmãos para a vida toda, e com os mesmos interesses e hábitos saudáveis.

2. Comunicação – Timidez e dificuldade de expor os sentimentos são um lugar-comum entre adolescentes. O Jiu-Jitsu ajuda o jovem a ganhar confiança e perder seus medos, inclusive o receio de se comunicar com familiares.

3. Gosto pela vida – O constante aprendizado e os desafios vencidos a cada treino empolgam e fazem o jovem ansiar pelo dia de amanhã. O Jiu-Jitsu ensina que não há nada como um dia após o outro, e que a vida é uma sucessão de dias bons e ruins.

4. Hábitos benéficos – Treinar Jiu-Jitsu rotineiramente obriga o praticante a se alimentar direito, a dormir legal e a estar fisicamente bem. O jovem assim repudia naturalmente os hábitos prejudiciais, como dormir tarde, fazer besteira ou comer demais.

5. Respeito – Quem treina aprende a tratar bem os colegas e respeitar os professores, e passa a perceber que quem tem mais experiência tem sempre algo a ensinar.

6. Aconselhamento – Graças ao convívio na academia com instrutores e companheiros de treinos mais velhos, o adolescente ganha amigos mais maduros e experientes sempre prontos a dar um bom conselho ou compartilhar suas vivências.

7. Interação com os pais – A dificuldade dos diálogos com os pais, amplamente mostrada na trama, é minimizada com o Jiu-Jitsu. Principalmente quando os jovens e os pais treinam juntos, fato cada vez mais comum nas famílias.

8. Mais diversão – A vida escolar pode se tornar maçante e tediosa. O Jiu-Jitsu oferece algumas horas de muita adrenalina e emoção, com direito a vitórias contra colegas bem mais pesados.

9. Autoconfiança – Quem treina perde peso rapidamente, se sente bem consigo mesmo e para de ligar para chateações dos colegas implicantes.

10. Encarando os problemas – O Jiu-Jitsu nos ensina a não deixar os problemas acumularem. Pintou uma dificuldade, a mão na gola está incomodando? É preciso resolver na hora ou você é finalizado. No Jiu-Jitsu como na vida, volta e meia não dá para “deixar para lá”.

11. Proteção contra estupro: nas primeiras aulas, qualquer menina ou menino aprende os benefícios da guarda e do jogo de pernas para se livrar de agressores.

12. Menos álcool: na vida escolar, é comum jovens buscarem quebrar o gelo em festas regadas a muita bebida e até drogas pesadas. Com o Jiu-Jitsu, aprendemos que não é preciso ficar doidão para fazer amigos – como já dito, construímos amizades sólidas nos tatames, para toda a vida.

13. Fim do bullying: como diz o professor Rener Gracie, saber Jiu-Jitsu é usar não o fogo contra fogo, mas a água contra o fogo. Não é preciso brigar com os valentões na escola para se impor. Basta uma conversa ou um olhar firme, e muitas vezes apenas uma camiseta escrita “Jiu-Jitsu”, para espantar os covardões.

* Este artigo foi publicado originalmente nas páginas de GRACIEMAG, nas melhores bancas do Brasil. Para assinar e ler mais, clique aqui.

Jiu-Jitsu: Inscreva-se com desconto no Abu Dhabi Grand Slam de Los Angeles

Alexander Trans está entre os inscritos para o Grand Slam de LA. Foto: Ane Nunes/Gentle Art Media

Após um excelente evento de abertura da temporada em Tóquio, no dia 15 de julho, o Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour viaja para os EUA para a segunda etapa da temporada 2017/2018. A bela cidade de Los Angeles será o palco do show no dias 23 e 24 de setembro, no qual alguns dos melhores atletas do Jiu-Jitsu no mundo lutam por sua fatia nos mais de US $ 125.000 em prêmios, além de pontos valiosos no ranking mundial da UAEJJF.

O prazo para inscrição antecipada com desconto está se aproximando rapidamente do fim. Os atletas têm até 22 de agosto para se inscrever e pagar menos. O prazo final de inscrição é 19 de setembro. Clique aqui para se inscrever agora!

Para a terceira temporada, o Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour continua a levar o esporte a um novo nível de profissionalismo. Com eventos em cinco das cidades mais importantes do universo Jiu-Jitsu, o Grand Slam está rapidamente se tornando um dos destaques do calendário anual da arte suave.

Na edição de Los Angeles, grandes nomes já estão confirmados para competir no LA Convention Center. A lista de faixas-pretas inclui Alexander Trans, Adam Wardzinski, Ana Carolina Schimidt, entre outros.
Aqui estão os demais eventos do Grand Slam para a temporada 2017/2018.

Confira os próximos compromissos do tour mundial do Abu Dhabi Grand Slam!

Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour Los Angeles 23 a 24 de setembro de 2017 LA Convention Center Período de inscrição: 1º de maio – 22 de agosto (inscrição tardia, 19 de setembro) Mais informações: https://events.uaejjf.org/event/9 Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour Rio de Janeiro 10-12 de novembro de 2017 Arena Carioca 3 Período de inscrição: 1º de maio – 9 de outubro (inscrição tardia, 6 de novembro) Mais informações: https://events.uaejjf.org/event/10 Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour Abu Dhabi 12-13 de janeiro de 2018 Arena do IPIC Período de inscrição: 1 de maio – 11 de dezembro (inscrição tardia, 8 de janeiro) Mais informações: https://events.uaejjf.org/event/11 Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour em Londres 10 a 11 de março de 2018 Copper Box Arena

Período de inscrição: 1 de maio – 10 de fevereiro (inscrição tardia, 6 de março)
Mais informações: https://events.uaejjf.org/event/12

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Dimitrius Souza brilha com peso e absoluto no Curitiba Open de Jiu-Jitsu

Dimitrius Souza voltou a vencer nos Opens da IBJJF, desta vez em Curitiba. Foto: Marcos Aurélio/IBJJF

Nem mesmo o frio cortante do Paraná foi capaz de esfriar as disputas do Curitiba Open de Jiu-Jitsu, realizado no último final de semana, na região sul do país.

Cascas-grossas de todos os cantos partiram de casaco e kimono na mochila, na intenção de esquentar o público com seu jogo afiado e belas finalizações.

Destaque no torneio, Dimitrius Souza fez mais uma bela atuação representando a Alliance. O craque de São Paulo viajou para acumular pontos importantes na corrida pelo topo no ranking faixa-preta da IBJJF, e saiu da disputa com dois ouros no peito.

O primeiro, no peso pesado, veio após superar Henrique Lima (Checkmat). Em seguida, na disputa do aberto, Dimitrius encarou e venceu Admilson Gobi, que havia mais cedo mordido o ouro no pesadíssimo.

No feminino, Claudia Doval (De La Riva) não teve adversárias e ficou com ouro tanto no peso quanto no absoluto, em resultado positivo da atual campeã mundial que segue a lhe alavancar nas cabeças do ranking feminino da IBJJF. Outro destaque ficou para Augusto “Tio Chico”, fera da Gracie Barra e irmão mais velho de Felipe Preguiça, que faturou o ouro no meio-pesado.

Confira abaixo os resultados da faixa-preta!

PRETA / Adulto / Masculino / Pluma 1 – Douglas Rufino da Silva – Caio Terra Association Brasil 2 – Pedro Paulo Dias Clementino – Caio Terra Association Brasil 3 – Douglas Machado Rodrigues de Souza – Gile Ribeiro JJ 3 – Thales Nakassu – CheckMat

 

PRETA / Adulto / Masculino / Pena 1 – Gustavo Mendes M. Praxedes Leal – Nova União 2 – Kleiton Texeira Rodrigues – DDR JJ 3 – Hélio Xavier dos Santos – GF Team 3 – Oscar Amaral Prata – GF Team

 

PRETA / Adulto / Masculino / Leve 1 – Ricardo Rocha Lima – Ns Brotherhood 2 – Victor de Matos – Zenith BJJ 3 – Luciano de Macedo Bernert – A.S Team 3 – Osmar Gustavo Telles – A.S Team

 

PRETA / Adulto / Masculino / Médio 1 – Sandro Gabriel Vieira – Caio Terra Association Brasil 2 – Diego Vivaldo Anjos Ferreira – Guigo JJ 3 – Paulo Soares Toledo – Gracie Barra 3 – Ygor Machado Dantas – UAE Jiu-jitsu Team

 

PRETA / Adulto / Masculino / Meio-Pesado 1 – Augusto Cesar Carsalade Vieira – Gracie Barra 2 – Christofer Biude Moreira Feijó – CheckMat 3 – Celson Augusto Caetano – Gracie Humaita RJ 3 – Rafael Figueiredo Macedo Fraga – Alliance

 

PRETA / Adulto / Masculino / Pesado 1 – Dimitrius Soares Souza – Alliance 2 – Henrique Russi Felix de Lima – CheckMat 3 – José Henrique Cardoso – Ceconi KMKZ

 

PRETA / Adulto / Masculino / Super Pesado 1 – Helton Jose Mendes da Silva Junior – Cicero Costha Europe 2 – Vitor Fabio Martins Toledo – Atos Jiu-Jitsu 3 – Hugo Leonardo B. Ferreira da Silva – CheckMat 3 – Marcus Vinicius Lopo Ruiz – Ns Brotherhood

 

PRETA / Adulto / Masculino / Pesadíssimo 1 – Admilson Gobi Junior – Team Lloyd Irvin 2 – Andre Rudolfo – Zenith BJJ

 

PRETA / Adulto / Masculino / Absoluto 1 – Dimitrius Soares Souza – Alliance 2 – Admilson Gobi Junior – Team Lloyd Irvin 3 – Henrique Russi Felix de Lima – CheckMat 3 – José Henrique Cardoso – Ceconi KMKZ

 

PRETA / Adulto / Feminino / Pesado 1 – Claudia Fernanda Onofre V. Doval – De La Riva JJ

 

PRETA / Adulto / Feminino / Absoluto 1 – Claudia Fernanda Onofre V. Doval – De La Riva JJ

Campeão do Chicago Open, Lucas Hulk dá dicas para você evoluir no Jiu-Jitsu

Lucas Hulk brilhou no Chicago Open. Foto: IBJJF

Faixa-preta da Atos, Lucas “Hulk” Barbosa conquistou mais uma medalha de ouro para o currículo, desta vez no Chicago Open da IBJJF, realizado no último fim de semana em Illinois. Na disputa pelo título dos meio-pesados, Hulk venceu Matthew Leighton (Bonsai JJ) nos pontos, ao utilizar sua pressão nas passagens de guarda.

Lucas, que venceu o mesmo torneio no ano passado e é bicampeão mundial sem kimono da IBJJF, listou com exclusividade para GRACIEMAG cinco dicas para você evoluir no Jiu-Jitsu. Leia, absorva e vá treinar!

  1. Pense positivo  

A adrenalina faz parte de qualquer desafio e a maioria dos atletas sentem isso. O que ajuda nesse processo é pensar em coisas positivas o tempo todo. Quando estamos nesse momento de adrenalina, pouco antes de entrarmos para lutar ou realizar algum desafio, os sentimentos de duvidas podem surgir, o que é bem normal. Mas, antes de tudo, devemos vigiar no que pensamos. É um erro pensar, antes de lutar, que o seu adversário vai te vencer porque vem de bons resultados. Foque apenas em você mesmo!

  1. Não escolha o treino

Se desafie todos os dias nos treinos, não importa o quão cansado você esteja. Se o seu amigo de treino tem uma guarda boa, tente passar. Se ele passa bem, utilize a sua guarda nos treinos. Não escolha treino fácil, faça sempre o treino que é mais desafiador para você.

  1. Seja observador

É normal vermos atletas desatentos quando estão fora do treino, apenas descansando, e que não aproveitam esse espaço de tempo para estudar. É neste momento que você pode estudar e melhorar seu Jiu-Jitsu. Aproveite para observar como seu professor aplica os movimentos avançados e defende os ataques com maestria. Descanse, mas preste atenção no que acontece ao seu redor.

  1. Beba bastante água

Beber água é muito importante para nós, atletas. Evita câimbras, lesões e por vezes é muito melhor do que qualquer isotônico.  Hidrate-se sempre, campeão.

  1. A derrota pode ser uma ponte para a evolução

A derrota não é um sentimento bom, mas é parte do processo da evolução do lutador. A derrota no Jiu-Jitsu expõe as brechas que precisam ser corrigidas para que você atue com menos erros num próximo duelo. A partir da derrota é bom que você movimente-se rápido: vá para a academia no próximo dia e treine os erros cometidos. Treine e treine. Se você faz dez drills no fim do treino, passe a fazer 20. Sempre que puder faça mais um treino, mesmo que esteja cansado.

Confira como Keenan Cornelius finalizou para reinar no Chicago Open de Jiu-Jitsu

Keenan Cornelius segue em ritmo forte. Foto: Gallerr.com

Em ritmo frenético de competições, Keenan Cornelius brilhou mais uma vez nos EUA, agora no Chicago Open de Jiu-Jitsu, realizado no último final de semana.

A fera da Atos conquistou ouro em peso e absoluto na faixa-preta, e teve de superar grandes desafios para tal. Campeão no peso pesado ao estrangular John Gutta (Bonsai JJ) na final, Keenan venceu no absoluto ao bater Gutemberg Barbosa (GFTeam), que já havia conquistado mais cedo o ouro no super pesado.

Outros destaques no torneio ficaram para Catherine Perret (Checkmat), campeã peso e absoluto no feminino, Lucas Barbosa (Atos) campeão no peso meio-pesado e João Miyao (Cicero Costha), campeão no peso-pluma.

Confira abaixo a final de Keenan no peso pesado e em seguida os resultados completos da faixa-preta.

BLACK / Adult / Male / Light-Feather 1 – João Ricardo Bordignon Miyao – PSLPB Cicero Costha 2 – Alexis Alduncin Barragan – Renzo Gracie Mexico 3 – Anthony Joseph Ferro – Uflacker Academy 3 – Juan Lopes da Silva – Carlson Gracie Team

 

BLACK / Adult / Male / Feather 1 – Silvio Duran de Barros Saraiva – Vitor Shaolin BJJ 2 – Wallace Fernando Santos – Soul Fighter’s Chicago – IL – USA 3 – Bruce Guevara – Uflacker Academy

 

BLACK / Adult / Male / Light 1 – Alexandre Faria Molinaro – Carlson Gracie Team 2 – Jeffrey Timothy Cummings – Positive Balance Grappling 3 – Bricklin J. Welch – Team Redzovic 3 – Julio Cordova Reyes – Renzo Gracie Mexico

 

BLACK / Adult / Male / Middle 1 – Dante Leon – GF Team 2 – Eliezer David Raab Skaf – Ns Brotherhood 3 – Igor Matosinho de Paiva – Soul Fighter’s Chicago – IL – USA 3 – Oliver Leys Geddes – Roger Gracie Academy

 

BLACK / Adult / Male / Medium-Heavy 1 – Lucas Daniel Silva Barbosa – Atos Jiu-Jitsu 2 – Matthew W Leighton – Bonsai JJ – USA 3 – Joseph Nelson Hooker – Gracie Barra

 

BLACK / Adult / Male / Heavy 1 – Keenan Kai-James Cornelius – Atos Jiu-Jitsu 2 – John B Gutta – Bonsai JJ – USA 3 – Ezra Zendt Lenon – Cavalo Team

 

BLACK / Adult / Male / Super-Heavy 1 – Gutemberg de Jesus Santos Pereira – GF Team 2 – Joshua Roy Hinger – Atos Jiu-Jitsu 3 – Steven J. Patterson – Brasa CTA

 

BLACK / Adult / Male / Open Class 1 – Keenan Kai-James Cornelius – Atos Jiu-Jitsu 2 – Gutemberg de Jesus Santos Pereira – GF Team 3 – Dante Leon – GF Team 3 – Joshua Roy Hinger – Atos Jiu-Jitsu

 

BLACK / Adult / Female / Light 1 – Laurah Elizabeth Hallock – GF Team

 

BLACK / Adult / Female / Medium-Heavy 1 – Catherine Fuhro Perret – CheckMat

 

BLACK / Adult / Female / Open Class 1 – Catherine Fuhro Perret – CheckMat 2 – Laurah Elizabeth Hallock – GF Team

Denis Chokito, Hermes França e mais campeões do Campeonato Cearense de Jiu-Jitsu

Ex-lutador do UFC e campeão do WEC, Hermes França (b.branca) brilhou no meio-pesado. Foto: Divulgação

Os torneios válidos pelo Ranking MEIAGUARDA sempre estão recheados de feras, mas essa lista superou a expectativa no Campeonato Cearense com e sem kimono, realizado no dia 6 de agosto, na reabertura do ginásio da Faculdade Estácio-Centro. Uma legião de craques estiveram no saudoso local de tantos confrontos épicos, e mais uma vez o emblemático palco nordestino fez a galera competir com técnica e raça, como você confere abaixo.

Na faixa-preta, Denis Chokito reinou no topo dos pódios do absoluto e do peso médio. O representante da Brotherhood no Ceará superou Matheus Carlos (MG) com um estrangulamento na final do aberto e venceu Pedro Henrique (Evolution) com um triângulo na final da categoria.

Nas outras divisões, Matheus Carlos (MG) aplicou um estrangulamento pelas costas para ficar com o ouro pena, Marcelo Marques (MG) foi o dono do peso médio, Paulo Sergio (Cavalcanti) abocanhou a medalha dourada do super-pesado e Antonio Ferreira da DBK foi arisco e triunfou no super pesado.

Pela classe master, David Gonçalves (Nova União Sobral) foi o nome do peso médio e do absoluto livre.

Já o forte José Valber da tradicional escola Darcio Lira venceu o pesadíssimo e depois foi para enquete: Quem é o maior paredão do Ceará? Valber e Marcos Moreno se enfrentaram e quem levou a melhor foi o representante da Darcio Lira, campeão do aberto pesado. Ainda no master, Diego Oliveira e Nazareno Gomes fecharam o meio-pesado para a Evolution.

Ainda na faixa-preta pretas, na divisão de sêniors, Napoleão Cavalcante (BD Team) ampliou sua vantagem no Ranking MEIAGUARDA depois de faturar a categoria pesado e o aberto pesado. No super pesado, Iranildo Gigante (GC-Pepey) teve que suar para vencer o professor David de Sousa (BD Team), que retornou às competições com 30 kg a menos e cheio de gás. Também merecem o destaque o irmão de Gigueto, Jorge Henrique Soares (MG), campeão no leve, e o amazonense Edinei Tomazini (Gracie Barra) ouro no pena.

Na faixa-marrom, Jonas Bruno comandou a graduação arrastando o peso leve e o absoluto leve.

Pela faixa-roxa, a Nova União decidiu a distribuição de medalhas do absoluto livre, no qual João Victor Machado ficou com o ouro, Gabriel Magalhães com a prata e Thalyson Araujo com o bronze. Eles também mandaram bem nas suas respectivas categorias de peso, com João Victor e Gabriel fechando o meio-pesado e Thalyson triunfando no pena.

No sem kimono, o piauiense Luiz Otavo (Team 1) ficou com o primeiro lugar do absoluto, mas acabou derrotado no meio-pesado pelo ex-lutador do UFC Hermes França (Global Fight).

Por equipes, o resultado foi:

1. Nova União – 195
2. BD Team – 174
3. Cicero Costha – 169

(Fonte: Assessoria de imprensa)

DJ Jackson e Isaque Bahiense brilham na Copa Podio em Manaus; Cyborg e Xande empatam

Roberto Cyborg e Xande Ribeiro durante a batalha na Copa Podio. Foto Arthur Castro

A selva amazônica, repleta de feras, teve uma adição atípica à sua fauna no último sábado, dia 12. A Copa Podio de Jiu-Jitsu aportou na cidade de Manaus, e trouxe para o público local, apaixonado pela arte suave, grandes batalhas e um novo rei para o seu GP de Pesos Médios.

DJ Jackson, faixa-preta da equipe Lloyd Irvin, entra para a história do evento ao se consagrar campeão da disputa como primeiro americano a levantar um troféu do GP na organização. Para tal, DJ superou a fase de grupos e chegou a finalíssima contra Fellipe Andrew (Zenith), faixa-marrom que chegou à final com propriedade, após finalizar quatro oponentes.

Antes, em uma das lutas mais aguardadas no evento, Xande Ribeiro e Roberto Cyborg pisaram no tatame para decidir o duelo entre Caboclos e Pantaneiro, duelo de times que se encontrava empatado até então, após as vitórias de Paulo Azambuja (Pantaneiros) sobre Eduardo Inojosa (Caboclos),  André Júlio (Caboclos) derrotou Adley Lobato (Pantaneiros) e do empate entre Fernandinho Vieira (Caboclos) e Marcel Gonçalves (Pantaneiros).

O duelo foi pegado, com chances para os dois lados. Após o tempo regulamentar, o duelo estava empatado. A organização colocou mais um tempo para definir o empasse, mas os dois atletas, com tudo de si na disputa, terminaram por não definir um vencedor, e a disputa, de fato, terminou igual.

Ainda no evento, outra disputa que sacudiu foi o duelo entre Isaque Bahiense e Espen Mathiesen. Finalistas do GP de Pesos Leves, a feras voltaram a se encontrar para uma superluta no evento. Espen com seu forte jogo de guarda e Isaque com implacáveis tentativas de passagem deram um show de Jiu-Jitsu, mas a vitória no fim das contas veio para o campeão dos leves Isaque, que venceu a disputa na contagem de punições.

Confira abaixo os resultados completos!

Copa Podio Manaus/Gp de Pesos Médios
Campeão: DJ Jackson (EUA)
Vice-campeão: Fellipe Andrew (BRA)
Terceiro lugar: Gustavo Braguinha (BRA)
Quarto lugar: William Dias (BRA)

Superluta
Isaque Bahiense venceu Espen Mathiesen nas punições

Caboclos x Pantaneiros

Xande Ribeiro (AM) e Roberto Cyborg (MS) empataram
Paulo Azambuja (MS) finalizou Eduardo Inojosa (AM)
André Júlio (AM) venceu Adley Lobato (MS)
Fernandinho Vieira (AM) e Marcel Gonçalves (MS) empataram

Roger mito

Obrigado, Roger

Em duelo histórico contra o atual campeão mundial absoluto, o Gracie finaliza nas costas, anuncia aposentadoria e revela todos os segredos para o sucesso no Jiu-Jitsu

 

Os ídolos quando novatos

GRACIEMAG encontra nos arquivos valiosas lições técnicas ensinadas por Roger Gracie a Marcus Buchecha, na época em que cada um deles havia sido recém-graduado à faixa-preta

 

Arte de pai para filho

Mestre das raspagens, Marcio “Macarrão” recebe a faixa vermelha-e-branca, comenta nervosismo ao ver o filhão Neiman no Bellator e distribui dicas essenciais para você treinar melhor

 

Rômulo Barral e o anjo da guarda faixa-preta

Por que o professor que nem tremeu quando levou uma chave de pé mortífera no Mundial de Jiu-Jitsu se derreteu ao graduar o mais novo faixa-preta de sua academia

 

A evolução das academias de Jiu-Jitsu

Dos tempos de Carlos e Helio Gracie até hoje, os dojôs mudaram muito como espaços para treinos e aperfeiçoamentos

 

O destruidor de previsões

Robert Whittaker se firma no peso médio e derruba comentarista da NOCAUTE

Viúva de policial faixa-preta encontra no Jiu-Jitsu a força para seguir em frente

Thaisa recebe homenagem da PM em nome do marido. Foto: Divulgação

Faixa-roxa de Jiu-Jitsu, Thaisa Sarmento é prova viva de que os benefícios proporcionados pela prática das artes marciais vão muito além do âmbito físico. Há dois anos ela teve o marido – o faixa-preta e policial militar Thiago Sarmento – assassinado no Rio de Janeiro, e a arte suave, somada ao apoio da família, teve um papel fundamental em sua estrutura emocional para superar a dor da perda e possibilitar seguir em frente.

“O Jiu-Jitsu transformou tanto a minha felicidade quanto a minha dor, e me mantém de pé até hoje. Comecei a treinar com cinco anos de idade, meus irmãos já treinavam e hoje todos são faixa-pretas. Seguimos muito os princípios que a arte nos ensina. Recentemente o meu marido faleceu e a vida ficou muito difícil. O Jiu-Jitsu, além de ter me apresentado ao meu marido, é a arte que salva a minha vida todos os dias. Essa arte salva a vida de muitas crianças, de muitas pessoas que passam por dificuldades, por depressão e por todos os tipos de problemas. O kimono, para mim, é uma farda que leva o legado, ordem, valor, princípio, amor, fé e garra”, exalta Thaisa, que faz parte de uma família de lutadores em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro.

Thiago Sarmento não era apenas um policial militar. Faixa-preta de Jiu-Jitsu, ele deu início ao projeto social “Campeões Sociais”, nos morros do Adeus e da Baiana, no Complexo do Alemão, que leva, através de policiais militares graduados, aulas de Jiu-Jitsu e taekwondo a crianças e jovens do local. Nesta semana foi inaugurada a nova sala do projeto, a Sala de Lutas 3º Sargento Thiago Sarmento dos Santos, localizada dentro de uma estação de teleférico desativada. Reformada pela parceria entre Legião da Boa Vontade (LBV), Super Rádio Brasil, Prime Esportes e Boomboxe, a sala recebeu os tatames doados por Rogério Camões, da academia X-Gym.

“A LBV e a Prime estão sempre me apoiando e é muito bom poder ajudar as comunidades. Primeiro levar arte marcial, pelos princípios e pela formação que certamente vai proporcionar às pessoas, e depois, essa aproximação da polícia militar com o morador da comunidade. E treinar num dojô que teve Anderson Silva, Ronaldo Jacaré, Allan Nuguette, Erick Silva, Rafael Feijão, Warlley Alves… todo mundo usou esse tatame por muito tempo, então ele deve ter uma energia muito boa”, lembra Camões.

O projeto “Campeões Sociais” atende cerca de 70 crianças, que para fazerem da equipe devem obrigatoriamente estar com notas boas na escola, além de referências de bom comportamento. As aulas de Jiu-Jitsu são ministradas pelo faixa-preta e policial militar Bruno Lopes, e as de taekwondo, pelo também faixa-preta e policial militar Alessandro Cavalcante. Comandante da UPP local, a Capitão Silvia da Silva Souza Barbosa exaltou a importância do projeto.

“Essas crianças passam a ampliar os horizontes, quebram barreiras e passam a ter perspectivas de futuro, veem que é possível crescer. Todas essas crianças precisam estar frequentando a escola, com boas notas, isso é exigido, e isso estimula as crianças a crescerem não só dentro do esporte, mas também como pessoas, se formarem como profissionais, como temos alunos que passaram para o colégio Pedro II, que passaram para faculdades. Isso só engrandece as crianças e as famílias, e para a Polícia Militar isso é muito bom, porque quebra barreiras, aproxima a população da polícia e torna nosso trabalho muito mais eficaz e muito mais tranquilo dentro da comunidade.”

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Como perder peso no Jiu-Jitsu e no UFC, com Gilbert Durinho

Durinho após bater o peso com sucesso no UFC Rio. Foto: Carlos Arthur Jr./GRACIEMAG

Campeão mundial de Jiu-Jitsu com e sem kimono na faixa-preta, Gilbert “Durinho” Burns pavimentou com sucesso a sua estrada rumo ao MMA. Depois de grandes atuações no começo de carreira, a fera chegou ao UFC e hoje figura entre os melhores no ranking peso leve do Ultimate.

Para chegar lá, Durinho passou por intensas provações, como melhorar a parte em pé, controlar o gás para atuar dentro da jaula e mudar seus hábitos alimentares. O corte de peso, existente no Jiu-Jitsu, é peça chave para atuar no esporte de luvinhas.

Com quedas mais volumosas no MMA, Durinho já passou por poucas e boas para bater o peso, e também não bater. A fera ressalta sem medos os tropeços que já teve no quesito, mas é isto que o torna um personagem ideal para o assunto. A intenção é que você, ávido e estudioso atleta do Jiu-Jitsu, aprenda com os acertos e erros de quem já esteve na mesma situação e tem experiência de sobra para dividir.

GRACIEMAG pediu para Durinho contar um pouco da sua rotina no tema, suas falhas e sucessos, e o caminho mais simples no ponto de vista do professor para você ter um corte de peso saudável e eficiente para sua próxima batalha.

Confira no vídeo abaixo e evolua sempre, assim como seus ídolos!

Davi x Golias: Veja como o levinho técnico venceu um grandalhão no Jiu-Jitsu

A diferença era grande, mas o Jiu-Jitsu falou mais alto. Foto: Reprodução

Lutas entre atletas com grande diferença de altura e peso sempre chamam a atenção do público que anseia por bons duelos nos absolutos do Jiu-Jitsu. Uma dessas batalhas em que a técnica supera o tamanho nós podemos ver no exemplo a seguir.

Em um absoluto de kimono na faixa-roxa, o atleta de branco, certamente de categorias bem leves, encarou uma verdadeira fera vestia preto, com peso e altura superiores ao seu favor

Para superar a pedreira, o competidor menor teve que abusar da técnica. Após atacar no single-leg, o destemido levinho transitou para a lateral, buscou as costas, montou e estrangulou com o uso da lapela, para delírio daqueles que assistiram.

Confira o lance no vídeo abaixo, estude os movimentos usados para sobrepujar a adversidade e não se amedronte jamais!

Confira as próximas etapas da Copa Prime de Jiu-Jitsu e conquiste sua vaga na Seleção Prime

VI Etapa com inscrições abertas!

Os atletas que sonham em disputar o Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu IBJJF em Long Beach, nos Estados Unidos, terão mais quatro oportunidades para atingirem esta meta, com o benefício de ter a passagem aérea custeada pela Seleção Prime de Jiu-Jitsu.

A disputa no Rio Grande do Sul pelo título de TOP Ranking Prime se une à cobiçada vaga na Seleção Prime para o Mundial IBJJF em 2018. O calendário de competições esta a todo vapor e ainda há muitas disputas pela frente, com mais de 180 pontos em jogo nas próximas etapas, agendadas para os dias 20 de Agosto (VI Etapa), 17 de Setembro (VII Etapa), 22 de Outubro (VIII Etapa) e 19 de Novembro (IX Etapa).

A VI Etapa Prime, em Porto Alegre no Parque Esportivo da PUCRS no dia 20 deste mês, já esta em seu último lote de inscrições com encerramento do prazo no próximo dia 15.

“Até o momento estamos com 630 atletas cadastrados pelo site e grandes nomes do esporte já confirmaram presença na competição, como Nicholas Meregali, Murilo Amaral, Fabio Alano e Giovanne Guedes, além dos Tops 2016 Gui Cleovan, Gabrile Oliveira, Gabriel Spiller e Samuel Arriechi. O interessante da Copa Prime é esse intercâmbio entre os atletas de alto rendimento e atletas iniciantes, veteranos, mestres de Jiu-Jitsu e a categoria de base. Essa troca de experiência é de grande relevância para os atletas e para o esporte como um todo. A evolução é constante, em cada etapa há um novo aprendizado e uma nova conquista”, afirma o faixa-preta Fernando Paradeda, diretor da Pro Sports.

Sobre a VII Etapa, o primeiro lote das inscrições com valor reduzido iniciará no 12 de agosto e se estenderá até 12 de setembro. A etapa, que dará sequência ao circuito de competições, terá como palco o Centro Poliesportivo La Salle, em Canoas, Rio Grande do Sul, no dia 17 de setembro.

Os interessados podem garantir presença nas competições através do site da Pro Sports, no www.prosportsbjj.com.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Faixa-vermelha de Jiu-Jitsu, Rorion Gracie mostra sua receita de pão com abacate e suco verde

Rorion Gracie mostra uma de suas refeições prediletas da Dieta Gracie. Foto: Revista Trip

Grande mestre de Jiu-Jitsu, Rorion Gracie costuma dizer que trocaria tudo que sabe sobre o Jiu-Jitsu para manter o seu conhecimento sobre a Dieta Gracie. Se usar como base o quão longevos foram Carlos e Helio Gracie, pioneiros na arte marcial e na dieta, dá para entender a escolha do faixa-vermelha.

Aos 65 anos de idade, grande mestre Rorion segue firme na rotina diária de combinação dos alimentos e intervalos corretos para o completo processamento destes pelo organismo. Tudo documentado no livro “Dieta Gracie”, escrito pelo próprio.

Além do caminho para a alimentação saudável, o mestre ressalta os perigos que o atleta passa ao escutar aquela voz interna que insiste em desviar a atenção daquele que busca a evolução.

“Quando você entra no supermercado, é como se entrasse num ringue – seu inimigo interno está lá, esperando-o. Esse adversário tem um repertório cheio de chutes, socos e golpes baixos, e está pronto para usá-los contra você. (…) Ele tem um cruzado de direita chamado ‘Só um pacotinho de biscoitos pode acabar com essa agonia’”, frisa Rorion.

Ficou interessado? Confira abaixo uma das receitas preferidas de Rorion, o pão com abacate, e conheça hoje os benefícios da Dieta Gracie!

Vídeo: Insista no armlock e finalize com Keenan Cornelius no Jiu-Jitsu

Keenan Cornelius em ação. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG

A resiliência é uma das virtudes mais apreciadas num lutador de Jiu-Jitsu, seja para superar os obstáculos do tatame ou da vida. No caso de Keenan Cornelius, a definição da palavra foi exemplificada na final do Seattle Open de Jiu-Jitsu.

Depois de ficar um tempo encostado para recauchutar a carcaça, Keenan voltou com sede de vitórias, e no evento americano em questão encarou Mohammaed Mustafa pelo ouro no peso pesado. Depois da metade da luta, Keenan se embolou com o oponente na guarda de lapela que acabou com um bote no braço. O adversário resistiu bravamente, mas Keenan mudou a pegada, trocou a posição, fez nova transição e finalmente conseguiu esticar no armlock.

Confira no vídeo abaixo a insistência que valeu para finalizar e não desista jamais!

Jiu-Jitsu: O treino de Raphael Abi-Rihan e Carlson Gracie Jr. na reinauguração da Toca dos Cachorros

Abi-Rihan e Carlson Jr. mostraram alguns de seus trunfos no treininho. Foto: Reprodução

Nosso professor GMI Raphael Abi-Rihan reinaugurou sua academia de Jiu-Jitsu na noite desta terça-feira, dia 8, com a presença de mais de cem alunos em seu novo dojô, que foi ampliado para 145 metros quadrados e trocou a cor verde pelo azul com divisões de áreas de luta em amarelo.

Além de seus alunos, estavam presentes alguns convidados renomados, como os faixas-vermelhas Reyson Graie e Álvaro Barreto, os professores Carlson Gracie Jr. e Manimal, os campeões mundiais absolutos Amaury Bitetti e Rodrigo Comprido, juntamente de Helvecio Penna, o GMI Cleiber Maia e outros expoentes da nossa arte marcial.

A academia de Abi-Rihan, carinhosamente apelidada de “Toca dos Cachorros”, fica no Clube Monte Líbano, no Rio de Janeiro, à beira da Lagoa Rodrigo de Freitas, já no bairro do Leblon. A reforma, que durou cerca de um mês, ainda renovou a iluminação e a parte de ventilação do dojô.

Muito emocionado com o evento, o professor declarou que estava vivendo um dos dias mais felizes de sua vida e abriu o tatame para treino livre a quem quisesse experimentar as novas instalações. Mais de vinte duplas se embolaram no amplo dojô, e entre elas estava Abi-Rihan, que fez questão de convidar seu amigo Carlson Gracie Jr. para um treininho, com prazer registrado pela equipe GRACIEMAG com exclusividade, como você pode conferir no vídeo abaixo!

Veja quem está na frente no Ranking MEIAGUARDA 2017 no Ceará

Melhores entre os adultos. Foto: Divulgação

O calendário do Ranking MEIAGUARDA no estado do Ceará está a todo vapor. Com o termino do primeiro semestre de competições, a classificação do concorrido prêmio já tem seus favoritos ao título de melhor do ano da temporada 2017.

Nomes como o tricampeão do ranking Talison Soares, e os faixas-pretas Aloisio Jr. e Napoleão Cavalcante, além do faixa-marrom Jonas Bruno e o pequeno Sergio Emanuel, que lidera tanto de kimono como sem kimono, brigam pelas cabeças.

Confira abaixo a tabela do ranking que há sete anos estimula e divulga os atletas do infantil ao sênior, e que no final do ano premiará 129 atletas.

Faixa-preta
1º Talison Soares (CheckMat)
2º Pedro Henrique (Evolution)
3º Italo Gonçalves (BD Team)

Faixa-marrom
1º Jonas Bruno (DBK)
2º Emerson Melo (Nova União)
3º João Paulo Fernandes (Kimura/Nova União)

Faixa-roxa
1º João Victor Machado (Nova União)
2º Davi Carlos (MG)
3º Davi Silva (ZR Team)

Faixa-azul
1º Lucas Brandão (CheckMat)
2º Lindisney Lima (Gracie Barra)
3º Edvando Jr (Checkmat)

Faixa-branca
1º Jonh Lenno Pereira (SAS)
2º Keven Nobre (MG)
3º Renne Uchoa (Checkmat)

Faixa-azul Juvenil
1º Macksuel Maciel (Checkmat)
2º Caio Levi (DBK)
3º Guilherme Cordeiro (Nova União)

Faixa-branca Juvenil
1º David Lima (BD Team)
2º Neto Diogenes (BTT)
3º Daniel Fernandes (DBK)

Submission
Preta
1º Almir Jr (DGT)
2º Alysson Bruno (Cicero Costha)
3º Helio Mourão (Gracie Barra)

Marrom
1º Vinicios Bezerra (Checkmat)
2º Jecton Panda (DGT)
3º Fabricio Gonzaga (Junior Samurai)

Roxa
1º Italo Ferreira (Pitbull Brothers)
2º Thyago Bezerra (HC)
3º João Mateus Granja (Corpo e Mente)

Azul
1º Gil Rodrigues (Checkmat)
2º William Sales (Nova União)
3º Robson Babau (ZR Team)

Branca
1º Emerson Pinheiro (Cicero Costha)
2º Roberto Sampaio (Gracie Barra)
3º Marney Max (Pitbull Brothers)

Juvenil
1º Caio Levi (DBK)
2º David Cunha (Checkmat)
3º Denilson Souza (Cicero Costha)

 

Masters e Infantis em destaque. Foto: Divulgação

Master Geral
1º Gleyson Anderson (Gracie Barra)
2º Aloisio Jr (Ares)
3º Helio Mourão (Gracie Barra)

Faixa-preta
1º Aloisio Jr (BTT)
2º Helio Mourão (Gracie Barra)
3º Almir Jr (DGT)

Faixa-Marrom
1º Tammy França (Ares)
2º Samuel Falvão (GC-Pepey)
3º Junior Moura (Nova União)

Faixa-Roxa
1º Francisco Edney (Checkmat)
2º Pedro Dias (GC-Pepey)
3º Alan Nascimento (Checkmat)

Faixa-Azul
1º Gleyson Anderson (Gracie Barra)
2º Diego Silva (BD Team)
3º Marcos Maciel (Checkmat)

Faixa-Branca
1º Erickson Souza Barbosa (Nova União)
2º Sau Silva (Carlson Gracie)
3º Douglas Alves (Soul Fighters)

Kids
Infanto-Juvenil Coloridas
1º Alisson Silva (DGT)
2º Felipe Carlos (MG)
3º Kauan Melo (Chekmat)

Infanto-Juvenil Faixa-branca
1º Paulo Victor Spessirits (Nova União)
2º Pablo Yan (BD Team)
3º Francisco Wallison (Cicero Costha)

Infantil Colorida
1º Sergio Emanoel (BD Team)
2º Matheus Vinicius (Cicero Costha)
3º Victor Sadraque (BD Team)

Infantil Faixa-branca
1º João Marcelo (Checkmat)
2º Luiz Claudio (Soul Fighters)
3º Kayki Teixeira (Soul Fighters)

Kids Feminino
Infanto-Juvenil Coloridas
1º Vitoria Bianca (Gracie Barra)
2º Kauane Virna (BD Team)
3º Isabelly Kilvia (Gracie Barra)

Infanto-Juvenil Faixa-branca
1º Anna França (Cicero Costha)
2º Maria Clara dos Santos (Checkmat)
3º Nicole Emilly (Gracie Barra)

Infantil Colorida
1º Nicoly Almeida (Cicero Costha)
2º Bianca Rodrigues (Checkmat)
3º Hilary Gonzaga (BD Team)

Infantil Faixa-branca
1º Emmily Lobo (Gracie Barra)
2º Penelope Silva (BD Team)
3º Geovana Lobo (Gracie Barra)

 

Sênio e feminino no topo. Foto: Divulgação


Sênior

Geral
1º Vinicius Aguiar (DBK)
2º Vagner Cordeiro (SAS)
3º Napoleão Cavalcante (BD Team)

Faixa-Preta
1º Napoleão Cavalcante (BD Team)
2º Iranildo Gigante (GC-Pepey)
3º Blasco Luiz (Checkmat-RN)

Faixa-Marrom
1º Fabio Cavalcante (Nova União)
2º Ygor Saraiva (Nova União)
3º Edilson Sales (Checkmat)

Faixa-Roxa
1º Vagner Cordeiro (SAS)
2º Edgladson Furtado (Checkmat)
3º Flavio Regis (Checkmat) –

Faixa-azul
1º Gildenio Fernandes (Carlson Gracie)
2º Danyel do Vale (Darcio Lira)
3º Fabiano Trindade (Soul Fighters)

Faixa-Branca
1º Vinicius Aguiar (DBK)
2º Paulo Eduardo Paz (Marcos Moreno)
3º Luciano Guedes (DBK)

Submission
Master
1º Deivid Nascimento (BFC)
2º Giobatta Ragni (Global Fight)
3º Samuel Falcão (GC-Pepey)

Sênior
1º Flavio Cantarele (BFC)
2º Blasco Luiz (Checkmat)
3º Hermes França (Global Fight)

Feminino
1ª Leidiane Regis (Checkmat)
2º Welen Gabriele (BFC)
3º Anna Vyrginia (Maurilio Touro)

Feminino
Geral
1º Welen Gabriele (BFC)
2º Day Sousa (Soul Fighters)
3º Taiane Fragassi (Corpo e Mente)

Faixa-preta
1º Juliana Bezerra (Checkmat)

Faixa-marrom
1º Juliana Gomes (Global Fight)
3º Thamires Castro (GC-Pepey)

Faixa-roxa
1º Alinny Moraes (Cicero Costha)
2º Janaina Maia (SAS)
3º Daniela Sleiman (Nova União)

Faixa-Azul
1º Day Sousa (Soul Fighters)
2º Taiane Fragassi (Corpo e Mente)
3º Julia Joyce (Gracie Barra)

Faixa-Branca
1º Welen Gabroele (BFC)
2º Jeanne Rafaelly (BD Team)
3º Vitoria Raya (DBK)

Pages